Posts

Qual é o público do vídeo marketing?

videomkt

 

45,4% dos internautas darão “play” em pelo menos um vídeo ao longo de um mês, de acordo com a ComScore (a qual mede o engajamento online). Isso quer dizer que quase metade dos internautas no mundo todo assistirá pelo menos 1 vídeo. Além disso, ele estará exposto a uma média de 32 vídeos por mês, aumentando suas chances de mostrar seu vídeo.

 

100 Milhões de internautas assistem vídeos por dia. Boa parte deles estão à procura de conselhos sobre como fazer algo ou como fazer alguma coisa funcionar melhor. E outra boa parte estão a procura de informações sobre algum produto ou serviço.

 

90% dos clientes online consideram os vídeos que assistiram como fatores decisivos na tomada da decisão de compra de algum produto ou serviço. As empresas que possuem vídeo online relatam que os produtos e serviços com vídeo vendem muito mais do que produtos sem vídeo. Além disso, esses usuários reportaram que ficaram mais satisfeitos com o produto já que o vídeo permitiu que eles percebessem todas as qualidades que ele oferecia.

 

75% dos executivos relataram à Forbes (pesquisa estratégica) que assistem vídeos relacionados a negócios pelo menos uma vez por semana. Além disso, entre os executivos em média:

50% assistem vídeos relacionados à negócios no YouTube.
65% deles visitam o site da empresa após ver o seu vídeo.

 

16 minutos e 49 segundos é o tempo que um internauta passa assistindo anúncios em vídeo online todos os meses, de acordo com a ComScore.

 

O consumo de vídeos no Brasil

consumobrasil

 

4,7 bilhões

De vídeos online foram vistos pelos brasileiros em dezembro de 2011, quantidade 74% maior em relação ao mesmo período em 2010. comScore

83%

Dos internautas brasileiros assistiram vídeos em 2011. comScore

42 milhões

Dos brasileiros consumiram vídeos pelo Google Sites (YouTube) em 2011. comScore

75%

Dos usuários de smartphones no Brasil assistem vídeos. 21% assistem pelo menos uma vez por dia. (Ipsos MediaCT e Google).

25%

Dos brasileiros que usam smartphones são impactados por anúncios de vídeo. (Ipsos MediaCT e Google).